Sal

Hoje quase exclusivamente dedicada ao turismo, a ilha do Sal deve o seu name à indústria que aqui prosperou entre os séculos XVIII e meados do séx. XX. Terra de maravilhosas praias de areia branca, de águas cálidas e transparentes e recifes de coral, a ilha do Sal oferece condições únicas para a prática de desportos náuticos, desde o surf, windsurf e kitesurf ao mergulho, pesca e natação. Apesar da sua origem vulcânica, a ilha é plana, assemelhando-se à superfície lunar, e tem um clima quente e tropical seco, que permite ao turista desfrutar das praias paradisíacas ou das famosas salinas durante 365 dias por ano. A ilha do Sal é o principal ponto turístico do país, sendo responsável por mais de 50% das dormidas de todo o arquipélago. A visita à baia da Murdeira, Rabo de Junco, Baia de Joaquim Petinha, Buracona, Ponta Preta, bem como a Gruta do Amor, entre outros, é obrigatória para quem visita esta ilha. Possui um aeroporto internacional com ligação aos principais mercados emissores.